Versos

Versos são incógnitas

Que habitam no abismo do poeta;

Aos sonhadores inúmeras portas

Aos céticos nenhuma festa.

 –

Versos não estão sujeitos a interpretações

Respondem apenas aos átimos do criador;

Não são simples emoções

São faces descoloradas da cor.

 –

Versos emanam do poeta

Mas não pertencem a ele jamais;

Os versos pertencem a todos e a ninguém

Quanto mais independente tanto mais fugaz.

 –

São por natureza inconstantes

Mas tocantes descomunalmente;

E não tem quem não cante

Quando tocam o coração da gente.

Versos

              Versos

                                Versos

                                                                     Sempre me medes

                                                                                                                 Mas nunca te meço.

Autor: Valdex Santos

  1. Nenhum comentário ainda.
  1. No trackbacks yet.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s